4 dicas de SEO para otimizar seu conteúdo

A internet mudou profundamente o comportamento dos consumidores. Isso porque, atualmente, não fechamos negócios sem antes fazer uma ampla pesquisa na internet, não é?

Esse cenário fez dos buscadores, em especial o Google, uma importante ferramenta para alavancar negócios e profissionais. Por esse motivo, as empresas agora precisam criar estratégias para se destacar perante a concorrência no mundo físico e também no mundo digital.

E para fazer com que seus conteúdos atraiam muitos leitores, é preciso fazer com que eles apareçam nas primeiras colocações dos resultados de busca por meio do SEO. Quer saber como fazer isso? Continue lendo esse post!

O que é SEO e como ele funciona

Você deve estar se perguntando o que é isso e como fazer com que ele funcione na sua empresa, certo? Mas a gente explica: SEO é a sigla para o termo em inglês, Search Engine Optimization – ou Otimização de Mecanismo de Busca.

Ele é composto por um conjunto de técnicas que têm como objetivo posicionar links nas primeiras páginas dos motores de busca, como o Google, Yahoo e Bing. Isso é feito por meio da otimização de conteúdo, de modo a entender os critérios de relevância dessas plataformas.

Pense da seguinte forma:

Imagine que você tenha um conteúdo sobre clareamento dental otimizado com técnicas de SEO, certo? Quando um usuário pesquisa pelo termo clareamento consultório, esse conteúdo será um dos primeiros a aparecer na tela – o que aumenta as chances de ser acessado por ele.

Isso acontece porque o objetivo de sites como o Google, é de entregar as melhores respostas para uma pergunta. Sendo assim, quando você usa técnicas de SEO, você está sinalizando para ele que o conteúdo é relevante e vai entregar informações importantes ao usuário.

Mas, para te ajudar a entender como trabalhar isso na prática, separamos algumas estratégias para otimizar seu conteúdo e, assim, posicioná-los no topo da página dos buscadores. Quer ver?

  1. Uso de palavras-chave

De modo geral, as palavras-chave são os termos que correspondem a solução do problema abordado pelo seu conteúdo. Anote isso: o uso de determinada palavra-chave deve ser baseado nos termos mais buscados pelos usuários na internet a respeito do tema em questão.

Desta forma, você não pode escolher seu termo de forma aleatória: é preciso fazer um levantamento das palavras relacionadas com o seu nicho, as variações delas e o volume de buscas (quanto mais, melhor).

Na hora de escolher, dê prioridade para as chamavas “palavras Long Tail” – as menos usadas pela concorrência e que, por isso, podem ser ranqueadas mais rapidamente.

Para ilustrar o uso de palavras-chave, observe o seguinte exemplo: uma clínica odontológica, especializada em estética, produziu um texto sobre lente de contato dental – mas percebeu que essa palavra é muito usada por outros blogs do segmento. E agora?

Então, ao fazer um levantamento no Google Adwords, eles chegaram à conclusão que o melhor é usar como palavra-chave o termo lente de contato dente, pois é menos utilizado e, mesmo assim, muito procurado pelos usuários.

  1. URL agradável

Uma coisa que atrapalha muito o bom ranqueamento de sites é o URL confuso, que não representa de forma adequada o assunto da página. A gente explica: o URL é o endereço do seu site, e é ele quem vai indicar para o usuário em que parte da página ele está.

Desta forma, URLs confusos podem fazer com que você perca pontos para os buscadores. Para que isso não aconteça, é importante ficar atento ao URL gerado automaticamente pelo seu gerenciador de conteúdo. Se necessário, modifique.

Use a palavra-chave do conteúdo em questão e retire números e símbolos aleatórios. Observe o exemplo de um conteúdo com o tema “clareamento dental” e a palavra-chave “clareamento dental preço”:

www.dentista.com.br/k9304562

E agora otimizado com SEO:

www.dentista.com.br/clareamento-dental-preço

  1. Site atrativo e responsivo

A estrutura do seu site é outro critério levado muito a sério pelos motores de busca. Sabe por que? Ela está diretamente ligada à experiência de navegação do usuário.

Quanto mais lento e complexo para navegação, menos tempo o usuário vai ficar no site. Assim, se a maioria dos visitantes entram nele e logo saem, o buscador entende que seu site não é relevante para eles e não irá colocá-lo nas primeiras posições dos resultados de pesquisa. Conseguiu entender a relevância?

Por isso, é importante investir em um site com design bonito e de fácil navegação. Não esqueça de ilustrar o conteúdo com imagens, gráficos ou vídeos.

Além disso, também é importante garantir que seu site seja responsivo para navegação, ou seja, que se adapte para qualquer tipo de tela – seja ela do computador, celular ou tablet. Desta forma, os usuários poderão acessá-lo de qualquer lugar.

  1. Conteúdo de qualidade

Lembra quando falamos que o objetivo dos buscadores é entregar as melhores respostas para os usuários? Então, de nada adianta usar corretamente as técnicas de SEO descritas nesse texto se o seu conteúdo é pobre em informações.

Acredite, o Google percebe quando determinado texto está só “enchendo linguiça”, sem entregar informações realmente relevantes – e isso não será nada bom para você. Por isso, garanta que seu texto não seja mais um amontoado de palavras-chave. Ele precisa tirar dúvidas, resolver problemas e educar seu público a respeito do assunto pesquisado.

Ao construir um texto, hierarquize as informações por meio de títulos, subtítulos, descrições e introduções que segurem a atenção do leitor e o façam querer continuar lendo. Você pode fazer isso por meio de heading tags – elas facilitam a leitura e ajudam o leitor a se situar no texto.

Além disso, elas também indicam ao Google o tema tratado pelo conteúdo. Ao utilizá-las, lembre-se de sempre seguir e ordem hierárquica de H1 (título principal), H2 (tópicos), H3 (subtópicos) e assim por diante. Por se tratar do título principal, o H1 deve ser utilizado apenas uma vez.

Otimize seus conteúdos agora mesmo!

Com esse post, deu para perceber que o uso do SEO não é tão complicado como parece. No entanto, vale ressaltar que as dicas acima são apenas algumas das técnicas que devem ser usadas para otimizar conteúdo. Mas, para isso, é preciso análise.

O SEO é uma estratégia que acompanha as evoluções tecnológicas e da informação. Por isso, está sempre sendo modificado e ampliado. Fique atento e continue estudando o assunto mais a fundo, priorizando sempre as boas práticas e contando com a ajuda de profissionais especializados na área.

Se precisar de ajuda, você pode contar com a gente!

*Texto produzido por Estela Lima, redatora da empresa Vue Odonto.

EV Comunicação

Somos uma agência de marketing especializada no posicionamento de marcas para o mercado e ambiente digital. Aliamos estratégia e planejamento para posicionar marcas, inspirar pessoas e idealizar resultados. Conheça nosso trabalho!

Deixe uma resposta